terça-feira, 16 de junho de 2015

RGE terá redução em torno de 4% na conta de luz

Clientes residenciais terão suas tarifas reduzidas em 4,22% e os industriais, em 3,09%

A Rio Grande Energia (RGE), distribuidora do grupo CPFL Energia, terá redução média de 3,76% nas tarifas de energia elétrica a partir de 19 de junho. As novas tarifas da concessionária que atende 1,4 milhão de clientes em 264 municípios no Rio Grande do Sul foram atualizadas hoje pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em Reunião de Diretoria. A conta de luz dos clientes industriais será reduzida em 3 ,09% e a tarifa residencial, em 4,22%. Os novos porcentuais foram definidos pelo órgão regulador em relação à Revisão Tarifária Extraordinária de março de 2015. Os novos valores refletem a redução do custo de aquisição de energia devido à incorporação da oferta das hidrelétricas que tiveram as concessões renovadas na Medida Provisória (MP) nº 579/2012.
A redução não foi maior devido a despesas apuradas em 2014 postergadas para 2015 para cobrir gastos com a geração termelétrica e a alta do preço da energia no mercado de curto prazo. Os cálculos da RGE indicam que a chamada Parcela A, que inclui os custos não administráveis pela concessionária, tais como os encargos setoriais, compra de energia e gastos com transmissão, tiveram impacto negativo em 11,58% nas tarifas.
Por sua vez, as despesas gerenciáveis, que se referem aos serviços prestados pelas concessionárias, como distribuição de energia, manutenção de rede, cobrança das contas, centrais de atendimento e remuneração dos investimentos, impactaram as tarifas em 3,50%. As novas tarifas serão impactadas também por componentes financeiros, referentes a despesas sem a devida cobertura tarifária e que agora serão repassadas à conta de luz dos consumidores. Isso terá um impacto de 4,31% no reajuste tarifário médio percebido pelos consumidores. Entre os principais municípios atendidos pela concessionária estão Caixas do Sul, Bento Gonçalves, Gravataí, Passo Fundo e Erechim.
Sobre a RGE
A Rio Grande Energia (RGE) é a distribuidora de energia elétrica da região norte-nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Originada do modelo de concessão pública para distribuição de energia elétrica em 21 de outubro de 1997, a empresa atende 264 municípios gaúchos, o que representa 54% do total de municípios do Estado. A área de cobertura da RGE divide-se em duas grandes regionais: a Centro, com sede em Passo Fundo, e a Leste, com sede em Caxias do Sul. São 90.718 km² - 34% do território do Estado. Agrupadas, essas regiões apresentam um dos melhores índices sociais e econômicos do Brasil e também são as responsáveis pelo maior pólo agrícola, pecuário, industrial e turístico do estado. A RGE se orienta pela Gestão de Qualidade Total para atingir, cada vez mais, altos níveis de eficiência para seus consumidores sendo parceira dos municípios gaúchos no desenvolvimento econômico do RS dentro de sua área de concessão. Desde 2006 a RGE passou a fazer parte integralmente do grupo CPFL Energia, o maior grupo privado do setor elétrico brasileiro.
Sobre a CPFL Energia
A CPFL Energia, há 102 anos no setor elétrico, atua nos segmentos de distribuição, geração, comercialização, serviços e telecomunicações. É líder no mercado de distribuição, com 13% de participação, totalizando mais de 7,5 milhões de clientes nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.
Na comercialização, é um dos líderes no mercado livre, com uma participação de mercado de 14% na venda para consumidores finais entre as comercializadoras. É líder na comercialização de energia incentivada para clientes livres.
Na geração, é o segundo maior agente privado do país, com um portfólio baseado em fontes limpas e renováveis. A CPFL Geração conta com 2.248 MW de potência instalada, considerando sua participação equivalente em cada um dos ativos de geração. Em 2011 criou a CPFL Renováveis, com ativos como PCHs, parques eólicos, termelétricas a biomassa e a usina solar Tanquinho, pioneira no Estado de São Paulo, e uma das maiores do Brasil. Adicionando a participação equivalente na CPFL Renováveis, a capacidade instalada total do Grupo CPFL atingiu 3.127 MW no final do primeiro trimestre de 2015. O grupo também ocupa posição de destaque em arte e cultura, entre os 15 maiores investidores brasileiros.A CPFL Energia tem ações listadas no Novo Mercado da BM&FBovespa e ADR Nível III na NYSE, além participar do Índice Dow Jones Sustainability Index Emerging Markets e do M organ Stanley Capital International Global Sustainability Index (MSCI). Pelo 10º. ano consecutivo, as ações da companhia integram a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário