terça-feira, 2 de maio de 2017

Evento de pesquisa na UFFS discutirá Observatório Geográfico da Fronteira Sul

Projeto financiado pela Fapesc em mais de R$ 15 mil será um dos temas de seminário que ocorre no dia 5 em Erechim.


O Núcleo de Estudos Território, Ambiente e Paisagem (NETAP) da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) promove, no dia 4 de maio, a segunda edição do seu Seminário de Pesquisa. O evento inicia às 9h30, na Mapoteca do Campus Erechim. Além da apresentação dos projetos de pesquisa que estão em desenvolvimento, será discutido o projeto guarda-chuva “Observatório Geográfico da Fronteira Sul”, financiado através do Edital de Chamada Pública nº 07/2015 da Fapesc.
O objetivo do projeto é criar uma plataforma de fácil acesso que disponibilize dados, informações, indicadores e resultados de pesquisas acadêmicas e científicas de cunho socioambiental para o (re)conhecimento da região da Fronteira Sul e suas interfaces com o desenvolvimento regional. Como proposta-piloto, os referenciais espaciais serão os municípios de Chapecó (SC) e Erechim (RS). O projeto recebeu financiamento no valor de R$ 15.625,00 e conta com um bolsista de iniciação científica como contrapartida da UFFS.
No evento, serão fornecidas informações sobre o termo de outorga da Fapesc de 17/10/2016, além do repasse financeiro. O NETAP abordará também o que foi produzido até agora; forma de organização, armazenamento e alimentação de um blog com os dados já coletados; entre outros encaminhamentos.
O Núcleo de Estudos Território, Ambiente e Paisagem (NETAP) é um grupo de pesquisa que busca se tornar referência nos estudos geográficos da região de abrangência e influência da UFFS e seu entorno. Foi estruturado em 2010 e passou a funcionar efetivamente no ano de 2011, quando da sua submissão a propostas de grupos de pesquisa da UFFS e cadastro no CNPq. Desde sua gênese, o grupo foi estruturado com a participação de docentes e discentes dos campi Chapecó e Erechim, principalmente por docentes que atuam na área da ciência geográfica.
O NETAP atua promovendo análises e estudos em relação ao desenvolvimento territorial e ambiental, na dinâmica e no comportamento dos elementos naturais da paisagem, nas relações entre os espaços urbano e rural, mantendo uma reflexão constante sobre as bases filosófico-epistemológicas da ciência geográfica, além de promover o contínuo diálogo da pesquisa com o aperfeiçoamento das técnicas e estratégias de ensino da geografia.
De acordo com o professor Pedro Murara, participam do NETAP, além de docentes que atuam na ciência geográfica, professores da UFFS de outras áreas, como arquitetura e urbanismo e enfermagem. Profissionais como arqueólogos de outras Instituições de Ensino Superior também adeririam ao NETAP. Com relação aos docentes, atuam também seus alunos de Iniciação Científica, bolsistas e demais discentes.
Murara afirma ainda que, de acordo com o último censo efetivado, o NETAP possui 23 projetos de pesquisa em desenvolvimento. “O seminário que ocorrerá deve atualizar e sistematizar essa informação, uma vez que tivemos, nos últimos meses, a inserção de novos docentes e projetos de pesquisas iniciados”, comenta o professor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário