quinta-feira, 20 de julho de 2017

Indígenas acusados de homicídio em aldeia devem ir a júri popular



Quatro pessoas foram pronunciadas na última terça-feira (18) pela 1ª Vara Federal de Erechim (RS) e devem ir a julgamento por júri popular. Elas são acusadas de matar um indígena em confronto na aldeia de Ventarra, localizada no município de Erebango. O julgamento ainda não tem data para acontecer.

Em novembro de 2016, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou cinco homens pelos crimes de constituição de milícia privada, lesão corporal e homicídio qualificado. Segundo o autor, eles lideravam a comunidade e teriam regressado armados à aldeia um dia após a invasão do local por um grupo de oposição, chefiado por um ex-cacique e seu cunhado. No total, cinco indígenas ficaram feridos e um foi morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário