terça-feira, 24 de maio de 2016

O Batalhão Polaco na Revolução Federalista (1893 - 1895)

A mais sangrenta batalha da Revolução Federalista que colocou em lados opostos os rio-grandenses nos anos iniciais da República ocorreu há 122 anos na localidade de Pulador, município de Passo Fundo. Nas forças revolucionárias, contrárias ao governo de Júlio de Castilhos, o Batalhão Polaco, formado por imigrantes da Colônia São Mateus, do Paraná.
Os integrantes do Batalhão Polaco que lutou na Batalha de Passo Fundo vestiam uniformes vermelho e tinha no comandado o Coronel Antônio Bodziak. A historia deste militar e seus guerreiros que falavam uma língua diferente foi tema da pesquisa do escritor Gerson Cesar Souza e resultou na publicação do livro bilíngue “O Imortal Coronel Bodziak - Niemiertelny Pulkownik Bodziak”. A obra será lançada ás 19 horas do dia 24 de junho no Teatro Municipal Múcio de Castro, em Passo Fundo.
 

Coral Polônes de São Mateus do Sul-PR, o Chór Karolinka
 

A solenidade de lançamento será coordenada por Ney Eduardo Possap d’Avila que fará uma explanação sobre o tema “A Revolução Federalista e a Batalha de Passo Fundo”. Na programação a coletiva de Gerson Cesar Souza a imprensa e a apresentação do Coral Polônes de São Mateus do Sul-PR, o Chór Karolinka. Terminada a sessão artístico cultural acontece na Academia Passo-Fundense de Letras à sessão de autógrafos com Gerson Cesar Souza.

Na manhã de sábado (25) a programação terá continuidade no Distrito do Pulador. Junto ao Marco dos Federalistas será realizada ma sessão solene em memória dos combatentes da batalha ocorrida naquele local no dia 24 de junho de 1894. Também será plantada uma muda de carvalho polonês e novamente a apresentação do coral Chór Karolinka, seguida de almoço por adesão na Fazenda Tropeiro Camponez.


A obra

Em 27 de junho de 1894 ocorreu em Passo Fundo a maior batalha da mais sangrenta guerra civil que o Brasil conheceu: a Revolução Federalista. No meio do exército revolucionário destacava-se a bravura de um grupo de soldados: o Batalhão Polaco, formado por imigrantes da colônia São Mateus (PR). Após 122 anos, a memória destes guerreiros está sendo homenageada com o lançamento deste livro, que conta a história do líder do Batalhão Polaco.
As muitas facetas de Antônio Bodziak, líder do famoso batalhão polaco que combateu na Revolução Federalista, foram imortalizadas no livro já lançado em Curitiba. Autor de “A Estrela de Jacó”, o escritor Gerson Cesar Souza fez uma nova incursão na história de São Mateus do Sul para compor “O Imortal Coronel Bodziak”.
O evento ocorrido na Casa da Cultura Polônia Brasil, na capital paranaense, e foi prestigiado por mais de 200 pessoas. Entre os presentes, o cônsul geral da República da Polônia, Marek Makowski, o presidente da Braspol, Rízio Wachowicz, e representantes do Governo do Estado e da Câmara de Vereadores de Curitiba. Também compareceram descendentes do coronel Bodziak, que hoje vivem na capital do Estado.

Sancionada lei que obriga farol baixo durante o dia em rodovias

O presidente em exercício Michel Temer (PMDB) sancionou Lei que torna obrigatório o uso de farol baixo durante o dia em rodovias e também em túneis, ainda que tenham iluminação. O descumprimento é considerado infração média com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de habilitação.
 
 
A lei 13.290, de 23 de maio de 2016, determina que o “condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias”.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal no Rio Grande do Sul, neste intervalo de 45 dias até vigorar a medida, a corporação vai orientar os motoristas durante as abordagens e “em ações educativas”. A partir de julho, os veículos flagrados com o farol desligado durante o dia serão multados.
Até então, só era exigido o uso de farol durante a noite e em túneis, independentemente do horário do dia. A Lei, que muda o CBT (Código Brasileiro de Trânsito) tem como foco aumentar a segurança nas rodovias e reduzir o número de acidentes.