quinta-feira, 27 de abril de 2017

Persistem irregularidades na planta do frigorífico da Cotrigo (Estação)

Reinspeção foi a 43ª operação da força-tarefa do MPT voltada a frigoríficos; objetivo foi verificar se haviam sido cumpridos 59 itens de recomendação expedida em 2016; empresa foi chamada para audiência administrativa em 24 de maio para celebrar TAC e evitar imediato ajuizamento de ACP.

Integrantes da Força Tarera do MPT

O gerente administrativo Cláudio Ceconello e o presidente
da Cotrigo Francisco Sana.

A planta industrial da Cotrigo abaete diariamente 650 suínos. 

Ao todo a indústria emprega 547 pessoas. 



A Cooperativa Tritícola de Getúlio Vargas Ltda. (Cotrigo), de Estação, não corrigiu a maioria das irregularidades pelas quais foi notificada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em 12 de maio de 2016. A constatação resulta da 43ª operação da força-tarefa estadual dos frigoríficos, coordenada pelo MPT. A reinspeção foi realizada na terça-feira (25/4) e na manhã de quarta-feira (26/4). Algumas adequações foram feitas, tais como proteção (enclausuramento) de algumas máquinas e colocação de guarda corpos em plataformas e mezaninos. Outras foram parcialmente atendidas. No entanto, a maior parte das irregularidades apontadas, as quais dizem respeito, especialmente, à ergonomia e à saúde do trabalhador, não foram adequadas em sua totalidade. A Cotrigo enviou três relatórios informando andamento do cumprimento dos itens da notificação e compareceu à sede do MPT em Passo Fundo (unidade com abrangência sobre Estação), em 1º de setembro, para, em audiência administrativa, demonstrar cumprimento cabal de toda a recomendação.

     A procuradora do Trabalho Flávia Bornéo Funck, responsável pelo procedimento e coordenadora da operação, informa que "o frigorífico anexou muitos documentos ao inquérito civil (IC), os quais foram encaminhados para o setor pericial do MPT em Porto Alegre. A conclusão foi de que somente com nova inspeção se poderia verificar a adequação (ou não) dos itens". A empresa será chamada para nova audiência administrativa, em 24 de maio, às 14h. O preposto deverá ter poderes específicos para celebrar termo de ajuste de conduta (TAC), visando à correta e completa adequação de seu ambiente de trabalho às condições estabelecidas na legislação trabalhista, para evitar imediato ajuizamento de ação civil pública (ACP).

     O grupamento operacional reuniu-se, no início da noite de segunda-feira (24/4), para ultimar detalhes da operação. A ação começou às 8h do dia seguinte, quando o grupo chegou de surpresa à planta. Os integrantes foram recebidos pelo novo presidente da Cotrigo, Francisco Sana, e pelo gerente administrativo, Clóvis Cecconello. O MPT solicitou 23 documentos à empresa. O município estaçonense (emancipado de Getúlio Vargas em 1988) está localizado no Noroeste gaúcho, a 340 km da Capital, Porto Alegre. A planta, fundada em 1935, fica na rua Josino Monteiro, 2, Centro, e abate, de segunda a sexta-feira, 650 suínos por dia (há um ano, eram 800). A produção é direcionada para a Pamplona Alimentos S. A., de Rio do Sul (SC). A fábrica tem 547 empregados (492 ativos e 55 afastados).

     A força-tarefa estadual, que investiga meio ambiente do trabalho desde janeiro de 2014, é ferramenta do Projeto do MPT de Adequação das Condições de Saúde e Segurança no Trabalho em Frigoríficos. O projeto visa à redução das doenças profissionais e de acidentes do trabalho, identificando os problemas e adotando medidas extrajudiciais e judiciais. Até agora, com esta, foram 43 ações da força-tarefa (9 em 2014, 21 em 2015, 12 em 2016 - quando também começou a força-tarefa nos hospitais - e 1 em 2017). Destas, 17 operações foram em avícolas, 23 em bovinas e em suínas, 1 em fábrica de rações e 2 em processamento de alimentos (sem abate). Interdições de máquinas e atividades paralisaram 15 plantas (6 avícolas - sendo 1 por duas vezes, 5 bovinas, 3 suínas e 1 de processamento de alimentos - sem abate) em vistorias com participação do MT. O calendário de 2017 prevê novas inspeções em todas regiões gaúchas.

     Na Notificação Recomendatória expedida à empresa, há quase um ano, ela deveria adotar 21 providências em 48 horas, visando adequar situações ao disposto na legislação trabalhista. Em 5 situações, foi concedido prazo de 5 dias. Para 19 situações, prazo de 30 dias. E 14 situações, prazo de 60 dias. O documento recomendava, ainda, paralisação da atividade ou máquina que apresentasse risco grave e iminente de acidente de trabalho ou adoecimento, para viabilizar a correção, sob pena de responsabilização civil e criminal em caso de negligência no cumprimento desse dever.

Integrantes

     A operação teve apoio técnico da Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), vinculada ao Ministério do Trabalho (MT), e do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Alto Uruguai (com sede em Erechim), vinculado ao Município, além do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio Grande do Sul (CREA-RS). O grupo foi apoiado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins). O movimento sindical dos trabalhadores também participou com a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA/RS). Relatórios dos parceiros instruirão inquérito civil (IC) em andamento no MPT passo-fundense.

     A ação teve participação de 10 integrantes. Pelo MPT, a procuradora do Trabalho Flávia Bornéo Funck, responsável pelo procedimento e coordenadora da operação, assessorada pela analista Daniele Curcio Feijó (ambas lotadas em Passo Fundo), e pelo chefe da Assessoria de Comunicação do MPT-RS, jornalista Flávio Wornicov Portela (lotado em Porto Alegre). Pela Fundacentro, a tecnologista Maria Muccillo (lotada em Porto Alegre), representante da bancada do governo na Comissão Nacional Tripartite Temática (CNTT) da NR-36, voltada ao setor frigorífico. Pelo Cerest, a enfermeira Sandra Maria de Ré Busatta e o fisioterapeuta Gilson Inácio de Moura Arreal (lotados em Erechim). Pelo CREA, o chefe do Núcleo de Suporte Técnico da Fiscalização, engenheiro de controle e automação Marcelo Martins Corrêa de Souza (lotado em Porto Alegre), e o agente fiscal Homero Luis Baldissera (Inspetoria de Erechim). Participou, também, a fisioterapeuta e especialista em ergonomia Carine Taís Guagnini Benedet (de Caxias do Sul), que presta serviço para a CNTA Afins. A ação foi acompanhada, ainda, pelo secretário-geral da FTIA/RS, Dori Nei Scortegagna.

Fonte: Assessoria de imprensa do MPT - texto e fotos. 


quarta-feira, 26 de abril de 2017

Programa ‘Um Olhar para o Futuro’ inicia em Charrua

Em uma parceria entre Prefeitura de Charrua, através da Secretária Municipal da Educação, Desporto, Cultura e Turismo, Instituto de Formação do Cooperativismo (Infocos) e Cresol, iniciou na manhã desta terça-feira (25), o programa “Um olhar para o futuro”, com os alunos da turma do 5º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carmelina Baseggio.



As atividades do programa serão desenvolvidas através de eixos temáticos, mensalmente, ao longo do ano. As ações serão aplicadas pelas analistas de negócios da Cresol, Bruna Roncaglio e Lais Verena Beninca, que explicam que o objetivo do programa é proporcionar o conhecimento para as crianças sobre o cooperativismo solidário, a agricultura familiar e a educação financeira, além de incentivá-las à cooperação, ressaltando a importância dos valores humanos nas ações do dia a dia.
“O programa possui uma proposta pedagógica, privilegiando o conhecimento local, informal, os saberes populares e a cultura dos educandos. Por isso, serão desenvolvidos dois eixos de trabalho: Educação Financeira e Educação Cooperativista, com valorização da interdisciplinaridade”, destaca Bruna.
Durante os encontros serão desenvolvidas atividades de maneira recreativa e didática, para despertar nas crianças o interesse e a vontade para dar sequência no conhecimento sobre o cooperativismo. Fomentando a visão cooperativista e ressaltando a ajuda mútua, a solidariedade, a ética e a responsabilidade.
Segundo o prefeito de Charrua, Valdésio Roque Della Betta, a parceria firmada entre Prefeitura e Cresol, só gera bons frutos. “O desenvolvimento desse projeto beneficiará a formação de nossas crianças, para que no futuro tenhamos adultos mais conscientes e uma sociedade mais justa e desenvolvida”, afirma.

Vereadora Deliane sugere construção de quebra-molas na Rua Irmão Gabriel Leão

 vereadora Deliane recebeu pedidos da comunidade


A vereadora Deliane Assunção Ponzi (PMDB), na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas, realizada na quarta-feira (19), propôs o Pedido de Providências n. 010/17, onde solicita que seja construído um quebra-molas na Rua Irmão Gabriel Leão, próximo ao número 1220, no Bairro Navegantes.
A Edil explicou que foi procurada pelos moradores da região que relataram já ter um abaixo assinado protocolado. Ela reforçou a importância da medida, levando em consideração principalmente o fluxo de pessoas no local e sua segurança.
A proposição foi aprovada por unanimidade.

Poder Legislativo aprova pedido da Bancada do PP e entrega Moção de Parabenização ao Rotary Club de Getúlio Vargas

Na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas, realizada na quarta-feira (19), a Casa aprovou por unanimidade o pedido da Bancada do Partido Progressista (PP) para entrega de Moção de Parabenização ao Rotary Club de Getúlio Vargas.

Vereador Nelson Rogalski entrega Moção de Parabenização
 ao Rotary Club de Getúlio Vargas 

 Presidente do Rotary Club do Município
 Mário Edgar Pionner falou sobre a entidade

Representantes do Poder Legislativo,
 Executivo e do Rotary Club de Getúlio Vargas


Após ser aprovada e parabenizada pelos demais vereadores, a Moção foi entregue pelo vereador Nelson Henrique Rogalski, representando a bancada do PP também composta pelos vereadores Aquiles Pessoa da Silva, Dinarte Afonso Tagliari Farias, Eloi Nardi e Paulo Cesar Borgmann, ao presidente do Rotary Club do Município, Mário Edgar Pionner e demais Rotarianos que se fizeram presente na noite da homenagem.
A Moção entregue parabeniza o Rotary Club de Getúlio Vargas pelos 60 anos de serviços prestados em prol da comunidade getuliense, onde atuam como agentes exemplares no processo de desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida. O presidente do Rotoary usou a tribuna para agradecer a homenagem e contar um pouco da história no Município, desde sua fundação em 1957.
O Rotary é uma organização internacional de profissionais e pessoas de negócios, líderes em suas áreas de atuação, que prestam serviços humanitários, fomentam elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo. Uma entidade humanitária apolítica e sem vínculos religiosos. Rotarianos desenvolvem projetos comunitários de prestação de serviços com o intuito de aliviar as carências mais graves. Além disso, apoiam a profissionalização; programas para jovens; oportunidades educacionais e intercâmbios no exterior para estudantes, professores e outros profissionais.
Em sua fala, Pionner ressaltou a luta da entidade na erradicação da poliomielite. A campanha pela erradicação da doença tornou-se, em um prazo de 20 anos, o maior apoio do setor privado a uma iniciativa global de saúde. De acordo com a entidade, o Rotary já doou US$ 500 milhões e incontáveis horas de trabalho voluntário para ajudar na imunização de quase dois bilhões de crianças no mundo. Atualmente, existem apenas algumas centenas de casos de pólio, o que representa uma redução de 99,8% desde 1988, quando a doença paralisava mais de 350 mil crianças por ano.

Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado

Os trabalhadores dos Correios entrarão em greve por tempo indeterminado hoje (26) a partir das 22h. As ameaças de privatização e demissões, o fechamento de agências e o "desmonte fiscal" da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).
A estatal teve prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e R$ 2 bilhões no ano passado. Em dezembro do ano passado, foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos.
“O que tem acontecido é um plano de desmonte próprio da empresa, atacando a própria qualidade e universalização do serviço. Faz parte de um projeto privado com interesse de entrar no mercado”, disse a secretária de Imprensa da Fentect, Suzy Cristiny.
Segundo a entidade, a "privatização" coloca em risco o direito da população aos serviços dos Correios, já que a empresa tem fechado agências em cidades menos lucrativas. “Mais de 200 agências estão sendo fechadas por todo o Brasil. Com isso, muitos moradores do interior e das periferias vão ficar sem o atendimento bancário e postal dos Correios do Brasil”, informou a federação.
O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, tem dito que é contra privatizar os os Correios, mas que a empresa terá que fazer “cortes radicais” de gastos para evitar a privatização, já que o governo não socorrerá a empresa financeiramente.
Críticas dos grevistas
Além do fortalecimento de franqueados e o fechamento de agências próprias, o que, na opinião da federação, “esvazia os negócios da empresa para a iniciativa privada”, a Fentect critica os repasses da empresa ao governo federal acima do valor estabelecido. “Nos últimos anos, os Correios repassaram para o governo federal R$ 6 bilhões e, desse montante, R$ 3,9 bilhões foram acima do valor estabelecido legalmente, prejudicando as reservas financeiras e investimentos necessários para a modernização da empresa”, informou.
A entidade cita ainda o distrato de R$ 2,3 bilhões do Banco Postal com o Banco do Brasil e a destinação de R$ 300 milhões em patrocínios nas Olimpíadas e pede uma auditoria na contabilidade da empresa.
Os sindicatos de todo o país se reúnem hoje (26) para referendar a manifestação sobre a greve. As entidades e a empresa já promoveram mesas de negociação, mas, segundo a secretária, não houve avanços. Ela disse ainda que os trabalhadores dos Correios se unirão às manifestações marcadas para a próxima sexta-feira (28) contra as reformas trabalhista e da Previdência.
Além da mobilização pelo fortalecimento institucional dos Correios e universalização dos serviços, os trabalhadores reivindicam melhorias nas condições de trabalho, a contratação de novos funcionários, mais segurança nas agências, o retorno da entrega diária e o fim da suspensão de férias.
Outro lado
Em nota, a empresa informou que, caso o movimento grevista seja deflagrado, os Correios adotarão as medidas necessárias para garantir a continuidade de todos os serviços. “Uma paralisação dos empregados neste momento delicado pelo qual passa a empresa é um ato de irresponsabilidade, uma vez que a direção está e sempre esteve aberta ao diálogo com as representações dos trabalhadores”, informou. Os Correios não se manifestaram sobre as reivindicações dos trabalhadores.
Fonte: Agência Brasil

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS

A respeito do transporte de passageiros através de ônibus intermunicipais no Rio Grande do Sul, o governo do Estado, a Secretaria dos Transportes e o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) esclarecem:

O secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, e o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti, acompanham, desde os primeiros momentos desta quarta-feira (26), todos os fatos relacionados ao transporte intermunicipal de passageiros e informam que o serviço irá funcionar normalmente na próxima sexta-feira (28), preservando o direito dos usuários de viajar através do Sistema Estadual de Transporte Intermunicipal. A Ordem de Serviço 005/2017, da Diretoria de Transportes Rodoviários do departamento, já foi revogada, tornando sem efeito a suspensão da circulação de ônibus na data previamente estabelecida.
O departamento acrescenta ainda que, em razão da possibilidade do aumento no número de passageiros em viagens intermunicipais decorrente do feriado de 1º de maio, avalia autorizar as empresas que disponibilizem linhas extras de ônibus para atender à demanda.
O Daer é o órgão gestor do Sistema Estadual de Transporte Intermunicipal de Passageiros do Rio Grande do Sul. Essa atribuição está prevista nas leis 14.667/14 e 14.834/16, que instituem o Marco Regulatório e o Plano Diretor do Sistema Estadual de Transporte Público Intermunicipal de Passageiros de Longo Curso. A autarquia também é responsável pela autorização e licenciamento de empresas que realizam transporte coletivo sob regime de fretamento, assim como pela fiscalização do serviço.

O Daer esclarece, ainda, que o transporte coletivo de passageiros entre cidades da Região Metropolitana não é administrado pela autarquia.

Prefeitos da AMAU participam de reunião em Jacutinga

O município de Jacutinga sediou na segunda-feira, 24 de abril, a assembleia extraordinária da Associação de Municípios do Alto Uruguai – AMAU.


O presidente da AMAU, Beto Bordin, em sua saudação enalteceu a importância da expressiva participação dos prefeitos, vice-prefeitos, secretários no encontro. Apresentou a pauta do dia e destacou o engajamento de todos os gestores municipais nos assuntos tratados nas assembleias.
O primeiro debate foi sobre a paralização na sexta-feira, 28 de abril, em que a AMAU, assim como os prefeitos apoiam a mobilização.
Outro assunto tratou sobre o Consórcio de Medicamentos, aonde os que visitaram os consórcios de Nonoai e Ijuí manifestaram seus depoimentos, o que conheceram e as experiências, que servem para voltar a constituir o consórcio na região.
Então foi criado um grupo de trabalho da AMAU para tratar da ativação da CIRAU, a comissão ficou formada pelos prefeitos de Jacutinga, Beto Bordin, de Floriano Peixoto, Orlei Giaretta, de Gaurama, Leandro Puton, de Entre Rios do Sul, Jairo Leyter, de Barão de Cotegipe, Vladimir Farina, o Secretário de Saúde de Marcelino Ramos e coordenador do COSEMS, Jandir Cassol e o jurídico da AMAU, Abrão Safro.
No encerramento, o presidente Beto, lembrou sobre o Encontro Regional de Controle e Orientação promovido pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE-RS, dia 27 de abril, quinta-feira, às 9h, no Centro Cultural 25 de Julho em Erechim. O ERCO tem o objetivo de esclarecer as atividades de controle e fiscalização externa e promover a prevenção de irregularidades na administração pública. A programação conta com palestras ministradas por diretores e técnicos do TCE-RS, que abordarão temas relacionados às boas práticas na gestão pública.

Após suspender transporte intermunicipal, Daer diz que reavaliará decisão

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) decidirá, nesta quarta-feira (26), se dará continuidade à determinação de suspender temporariamente as viagens de ônibus no estado. A ordem de serviço emitida pela Diretoria de Transportes Rodoviários da autarquia teria efeito na próxima sexta-feira (28), em razão da greve geral anunciada em todo o país.
De acordo com o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti, a decisão será levada ao Conselho de Administração da autarquia e à Secretaria dos Transportes. “Após avaliações internas durante o dia de hoje (25) e pensando sempre na melhor solução para os usuários do sistema, achamos por bem repensar a medida e comunicaremos o quanto antes durante a manhã”, ressaltou.

Vereador Dinarte Farias solicita envio de homenagem póstuma aos familiares do Dr. Adélio de Souza Dornelles

O Poder Legislativo de Getúlio Vargas aprovou durante a Sessão Ordinária de quarta-feira (19), a Moção n.º 004/17º, de autoria do vereador Dinarte Afonso Tagliari Farias (PP), que sugere o envio de homenagem póstuma aos familiares do Dr. Adélio de Souza Dornelles, pelas ações prestadas na comunidade getuliense.
Em sua fala Dinarte explanou sobre a história de Dornelles e os seus 30 anos em Getúlio Vargas. O objetivo da Moção é exaltar os 25 anos em que Dornelles foi membro do Rotary Club do Município, por ser um dos fundadores do Tênis Clube Getuliense e Presidente do Clube Aliança.
A Moção contou com o apoio de todos os vereadores e foi aprovada por unanimidade.

Daer suspende transporte intermunicipal na sexta-feira devido à greve

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) determinou que as empresas responsáveis pelas linhas de transporte intermunicipal de passageiros no Rio Grande do Sul, cancelem as viagens na próxima sexta-feira (28). A medida foi adotada devido à greve geral anunciada por centrais sindicais em todo o país, em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência.
A ordem de serviço foi emitida nesta terça-feira (25) pela Diretoria de Transportes Rodoviários do Daer. A determinação é para que as empresas de ônibus que têm como destino estações rodoviárias gaúchas parem as atividades a partir da 4h de sexta. As linhas com chegada prevista após esse horário não poderão deixar o local de embarque.
De acordo com o diretor Lauro Hagemann, o objetivo é preservar a integridade dos passageiros durante o dia de manifestações. “Estamos priorizando a segurança dos usuários do transporte intermunicipal e evitando que passem por inconvenientes durante o itinerário”, reforça.
A ordem garante, ainda, o ressarcimento do valor integral aos passageiros que já haviam adquirido os bilhetes. O usuário também pode optar pela remarcação da data de embarque, sem que precise pagar a mais.
O transporte fretado de passageiros não é afetado pela ordem de serviço, mas o Daer orienta que as viagens nessa modalidade também sejam canceladas. “Não podemos proibir a circulação desses veículos, uma vez que são contratos privados. Mas desaconselhamos transitar nesta sexta, em razão de prováveis bloqueios em rodovias”, alerta Hagemann.
O Daer poderá retirar a proibição assim que for constatado que as estradas estão aptas novamente à circulação dos ônibus. Durante toda a sexta-feira, a situação será monitorada por um gabinete de crise composto por representantes do Daer, das rodoviárias, empresas e órgãos de segurança.
Em Erechim a Estação Rodoviária Intermunicipal já suspendeu a venda de passagens para a sexta-feira. Usuários que já compraram bilhetes podem fazer a troca ou receber a devolução do dinheiro.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Vereador Nelson Rogalski assume vaga no Poder Legislativo e protocola um Pedido de Providência, outro de Informações e uma Indicação

 Vereador Nelson Rogalski foi conduzido até
 a Mesa Diretora pelos líderes de bancada, vereador 
Dinarte Afonso Tagliari Farias, PP e Jeferson Wilian Karpinski, PMDB, 
para realizar o juramento 


Vereador Nelson Rogalski (PP)
Na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas, realizada na quarta-feira (19), o vereador Nelson Henrique Rogalski (PP) assumiu a vaga do edil Domingo Borges de Oliveira (PP). Os vereadores Dinarte Afonso Tagliari Farias e Jeferson Wilian Karpinski, ambos líderes das bancadas do PP e PMDB respectivamente, conduziram o colega até a Mesa Diretora para realizar o juramento.
Na oportunidade o vereador Rogalski protocolou dois pedidos, sendo um de Informação e outro de Providência, e uma Indicação. Visando melhorias nas ruas de Getúlio Vargas, o Edil, através do Pedido de Providências n.º 009/17, solicitou a Casa que seja efetuada a pavimentação asfáltica ou uma operação tapa-buracos no trecho da Avenida Borges de Medeiros, entre as Ruas Arcibaldo Somenzi e Major Manuel Nunes da Costa.
No Pedido de Informações n.º 004/17, a preocupação do vereador Rogalski é relacionada aos berçários. Ele solicitou informações em relação a ocupação dos berçários industriais do Município, inclusive se a legislação municipal vigente está sendo devidamente cumprida.


E na Indicação n.º 005/17, Rogalski sugere ao Executivo Municipal que crie uma comissão especial para analisar o alinhamento das ruas de Getúlio Vargas, a fim de evitar transtornos com construções e obras no Município.

Acampamento em Defesa da Previdência SUTRAF-AU

Nesta terça-feira, 25, o Sindicato Unificado dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Alto Uruguai (SUTRAF-AU), estará realizando o primeiro dia de mobilização, com a montagem do Acampamento em Defesa da Previdência em Erechim. O acampamento na Capital da Amizade será realizado nos dias 25, 26,27 e 28 de abril. De acordo com o coordenador geral […]
Por: Assecom



Nesta terça-feira, 25, o Sindicato Unificado dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Alto Uruguai (SUTRAF-AU), estará realizando o primeiro dia de mobilização, com a montagem do Acampamento em Defesa da Previdência em Erechim.
O acampamento na Capital da Amizade será realizado nos dias 25, 26,27 e 28 de abril. De acordo com o coordenador geral do SUTRAF-AU, Douglas Cenci, o protesto ocorrerá em uma espécie de vigília, buscando chamar a atenção da população para as consequências aos direitos do trabalhador, caso a Reforma da Previdência seja aprovada.  “Precisamos continuar com essa luta, pois não podemos deixar que esse retrocesso aconteça, trabalhadores do campo e da cidade precisam se unir. Com isso convidamos a todos a participar dos atos que acontecerão em Defesa da Previdência”, destacou.
Em todo o Estado, estarão sendo realizados sete Acampamentos em Defesa da Previdência, promovidos por sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (FETRAF-RS).
O Acampamento faz parte de conjunto de mobilizações que o SUTRAF-AU vem realizando contra a PEC 287 de Reforma da Previdência, buscando chamar a atenção das autoridades e lideranças políticas para que se posicionem contra o projeto que altera leis para aposentadoria.

Confira a programação do Acampamento:

 25/04 –  9h30 – Abertura do acampamento
             14h- Aula pública sobre a PEC 287/16
             19h– Atividades culturais
26/04– 10h –Debate sobre a previdência social e agricultura familiar
            14h –  Painel e debate: extinção das políticas públicas e perda de direitos na agricultura familiar

            19h- Atividades culturais

Erechim sedia Encontro Regional de Controle e Orientação do TCE-RS

Nesta quinta-feira (27),
 Erechim receberá o XIII Encontro Regional de Controle e Orientação (ERCO), tradicional atividade promovida pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) dirigida aos prefeitos, vereadores e demais agentes públicos dos Municípios gaúchos. As atividades, que fazem parte de um ciclo de eventos, ocorrerão no Auditório do Centro Cultural 25 de Julho (Rua Gaurama, nº240), a partir das 8h30, com o cadastramento dos participantes.
O ERCO tem o objetivo de esclarecer as atividades de controle e fiscalização externa e promover a prevenção de irregularidades na administração pública. A programação conta com palestras ministradas por diretores e técnicos do TCE-RS, que abordarão temas relacionados às boas práticas na gestão pública. Além disso, na oportunidade, serão apresentados os resultados regionais do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) apurado a partir das informações prestadas pelos gestores. O IEGM avalia a qualidade e efetividade das políticas públicas implementadas nos Municípios em sete áreas centrais: educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança em tecnologia de informação, o que assinala importante novidade no trabalho de fiscalização desenvolvido pela Corte de Contas.
As inscrições para o XIII Encontro Regional de Controle e Orientação devem ser realizadas pelo portal do Tribunal de Contas do Estado (www.tce.rs.gov.br), na sessão Escola, em eventos e inscrições (acesse aqui), escolhendo a data de realização em Erechim. O evento é direcionado a gestores públicos e servidores dos Municípios abrangidos pelo Serviço Regional de Erechim do Tribunal de Contas. Veja a programação completa aqui. 


Confira as demais datas e as cidades das atividades do XIII ERCO:

28/04 - Frederico Westphalen11/05 - Pelotas
12/05 - Santana do Livramento
25/05 - Santa Cruz do Sul
26/05 - Santa Maria
06/06 - Caxias do Sul
22/06 - Passo Fundo