terça-feira, 22 de setembro de 2020

Cooperativa Santa Clara participa da Expointer 2020

            Com um formato adaptado devido à pandemia, a Expointer será realizada entre os dias 26 de setembro e 04 de outubro, no Parque de Exposições Assis Brasil. Nesta edição, o evento contará com a participação de 74 animais da raça Holandês. A Cooperativa Santa Clara estará representada pelo associado Itamar Tang, de Farroupilha, que irá levar 14 animais: sete jovens e sete adultos.



A programação conta com Concurso Leiteiro, que ocorre nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, e julgamento das vacas jovens no dia 02 de outubro, às 14h. Após, às 18h, será a vez das vacas adultas entrarem na pista.

Nesta edição, o acesso ao Parque de Exposições ficará restrito aos expositores e não haverá visitação do público externo. Apenas será permitida a entrada no parque dos interessados em adquirem os produtos da agricultura familiar pelo sistema de drive thru. Já os julgamentos serão transmitidos pelo Youtube e pelo Facebook. Os links serão divulgados previamente pela Associação de Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul - Gadolando.

 

Sobre a Cooperativa Santa Clara

Em 2020, a Santa Clara completou 108 anos de história, o que a faz a mais antiga cooperativa de laticínios em atividade no Brasil. A sua sede está localizada no município de Carlos Barbosa e está presente, através de seus mais de 5 mil associados, em mais de 135 municípios gaúchos, atuando nos ramos de Laticínios, Frigorífico, Fábrica de Rações, Cozinha Industrial, Farmácia e 27 unidades de varejo, entre supermercados e mercados agropecuários, nos municípios onde possui associados. Atualmente possui um mix de mais de 360 produtos, entre Laticínios, Frigorífico, Doces e Sucos.

 

Brahma cria time da Torcida Nº1 do Gre-Nal e promove concurso para completar as equipes

 Apaixonados por Grêmio e Internacional terão a oportunidade de fazer parte da iniciativa e usufruir de diversos benefícios.


Divulgação AFR


Para reforçar a parceria de longa data com o futebol e promover mais uma experiência aos torcedores apaixonados, que ainda não podem voltar às arquibancadas, Brahma vai colocar em campo um time inusitado: de torcedores apaixonados por Grêmio e Internacional. E para completar essa escalação de fanáticos por cada uma das agremiações, a marca vai escolher, por meio de um concurso cultural, dois consumidores e fãs que queiram ser o 11º torcedor a integrar cada uma das equipes da "Torcida Nº1 Brahma".

Os interessados em participar e fazer parte desse time devem entrar no site do Clube Nº1 (http://cervejaria.brahma.com.br/clube-n1), fazer o cadastro e enviar um texto de até 600 caracteres contando sua história com o clube, dizendo o motivo pelo qual merecem ser o 11º torcedor. As inscrições têm início em 22 de setembro e encerram dia 6 de outubro. A ação tem criação da W3haus.

Após esse período, Brahma vai analisar todas as histórias e selecionar as cinco melhores de cada time, que irão para a etapa final. Para fechar essa escalação, a marca vai avaliar um pré-requisito principal: a demonstração do amor pela sua agremiação. Assim, os dez torcedores finalistas, ao serem comunicados da classificação para a nova etapa, terão a missão de contar sobre essa verdadeira ligação deles com seus clubes e como esse sentimento faz parte de suas vidas.

"A paixão que os torcedores de futebol sentem pelos seus clubes é muito forte. E como o atual momento impede a ida aos estádios, encontramos nessa ação uma forma de homenageá-los. Assim como aquela equipe que entra em campo, essa formação representada pela torcida vai levar muito orgulho e transmitir todos os sentimentos de gremistas e colorado", explica João Pedro Fagundes, gerente de Marketing Regional de Brahma.

O resultado do 11º torcedor de cada clube será divulgado pelas redes sociais da marca e no site Clube Nº1. Os dois escolhidos entrarão, automaticamente, para o time da Torcida Nº1 Brahma e poderão usufruir de todos os benefícios para viverem o amor por seu time de uma forma única, como ter acesso a diferentes experiências exclusivas relacionadas aos clubes, receber uma camisa oficial e ganhar um kit personalizado (com cervejeira, copo, balde, mochila, flâmula e packs de Brahma).

Para saber mais, acesse: http://cervejaria.brahma.com.br/clube-n1.

Após paralisação, Correios devem retomar 100% das atividades hoje

 Após 35 dias em greve, nesta terça-feira (22) funcionários dos Correios devem voltar ao trabalho. Ontem (26), no julgamento do dissídio da categoria, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) aprovou reajuste de 2,6%.A maioria dos ministros também entendeu que o movimento, que começou em 17 de agosto, não foi abusivo. Pela decisão, metade dos dias de greve será descontado do salário dos empregados, a outra metade terá que ser compensada. No caso de descumprimento da decisão de retorno imediato, a multa diária foi fixada em R$ 100 mil.



Em nota, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresa dos Correios e Similares ( Fentect), criticou a decisão do TST.  “Essa decisão representa mais um ataque aos direitos da classe trabalhadora, e um retrocesso a nossa categoria. É mais uma mostra de como o Judiciário se mantém servil ao patronato, atuando de forma político partidária, e se mantendo distante do propósito de justiça e dignidade à classe trabalhadora”, disse José Rivaldo da Silva, secretário-geral da federação.

Além de considerar o reajuste insuficiente, entre as maiores perdas contabilizadas pela entidade está a redução dos dias de licença maternidade na empresa, que passará de 180 dias, como praticada em todo o governo federal, para 120 dias. O documento publicado pela Federação diz que a entidade realizará, na manhã de hoje, reunião com sua diretoria para avaliação do cenário. Apesar de não falar explicitamente em manutenção da greve, a Fentect orienta todos os sindicatos filiados a manterem a realização de assembleias previstas para hoje, para analisar a proposta e “decidir de forma coletiva e democrática sobre o resultado do julgamento.”

Retomada de serviços

Os Correios também se manifestaram sobre o resultado do dissídio. Também em nota, a empresa esclareceu que segue executando o plano de continuidade do negócio, com a realização de mutirões de entrega, inclusive em fins de semana e feriados, com o objetivo de reduzir os efeitos da paralisação parcial dos empregados à população.

A estatal acrescentou que, desde o mês de julho, buscou negociar os termos do Acordo Coletivo de Trabalho 2020/2021, de maneira “a fortalecer as finanças e preservar sua sustentabilidade”. “A empresa agora empreenderá todos os esforços para recompor os índices de eficiência dos produtos e serviços, considerados essenciais, nesse momento em que a população brasileira mais precisa”, garante o documento.

Governo do Estado publica decreto que libera, com restrições, eventos corporativos

A permissão se deu devido à estabilização e

 a redução de indicadores relativos 

ao coronavírus no Rio Grande do Sul. 

Imagem ilustrativa


Em decreto a ser publicado entre a noite desta segunda-feira (21/9) e a manhã de terça-feira (22/9) no Diário Oficial do Estado (DOE), o governo do Estado libera, com restrições, a realização de modalidades de eventos corporativos. A permissão se deu devido à estabilização e a redução de indicadores relativos ao coronavírus no Rio Grande do Sul.

Será permitida a realização, em regiões de bandeira amarela e laranja, de feiras e exposições corporativas e comerciais, seminários, congressos, convenções, simpósios, conferências, palestras, reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos.

O governador Eduardo Leite já havia anunciado a liberação durante a transmissão ao vivo semanal, na quinta-feira (17/9). Os protocolos estarão detalhados no decreto que será publicado nas próximas horas. Para que as atividades possam ocorrer, as regiões precisam estar há pelo menos duas semanas consecutivas em bandeira laranja ou amarela – ou seja, há pelo menos duas semanas sem bandeira vermelha. Nesse caso, serão válidas somente as regras estabelecidas pelo Estado – isso significa que não será possível aplicar protocolos de cogestão.

Todos os organizadores de eventos precisarão prestar especial atenção às regras definidas pela Portaria 617/2020, da Secretaria da Saúde, que será publicada nesta terça-feira (22/9) no DOE. As regras envolvem teto de ocupação, distanciamento entre expositores, circulação cruzada (janelas e portas abertas e sistema de renovação de ar), credenciamento e check-in on-line e início e término de seções não concomitantes entre outros.

Além disso, em ambas bandeira laranja e amarela, os municípios-sede deverão autorizar a realização desse tipo de evento. Será preciso apresentar um projeto e a liberação de alvará.

Para reuniões corporativas, oficinas, treinamentos e cursos corporativos, não há necessidade de autorização municipal, mas também há uma relação de protocolos a serem seguidos, similares aos impostos para a realização de seminários, congressos e convenções, e também haverá teto de ocupação.

A decisão de liberar a realização de atividades corporativas foi tomada depois de diversas agendas de diálogo com representantes do setor de eventos e estudos e análises por parte do governo do Estado.

Cumprimento de mandado de prisão em Getúlio Vargas

    Às 13h10min, desta segunda-feira (21) uma guarnição da Brigada Militar durante patrulhamento pelo Bairro São Pelegrino, efetuou a abordagem de um indivíduo em atitude suspeita. Em consulta ao sistema informatizado de dados constatou-se que o homem de 35 anos de idade possuía mandado de prisão em seu desfavor. Diante dos fatos foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia, onde foi ouvido e então encaminhado ao Presídio Estadual de Getúlio Vargas, local em que permanece à disposição da justiça.





TST julga dissídio coletivo e determina encerramento da greve dos Correios

 Na tarde desta segunda-feira (21), o Tribunal do Superior do Trabalho (TST) julgou o dissídio coletivo ingressado pelos Correios. A corte decidiu que manterá as cláusulas propostas pela empresa, entre elas vale alimentação/refeição, com a inclusão de outras cláusulas de caráter social. O tribunal também determinou a correção salarial em 2,6%.



 

Sobre os dias parados, foi decidido que metade do período será descontado em folha e a outra metade será compensada, a fim de beneficiar a sociedade, normalizando o mais rápido possível a entrega de cartas e encomendas.

 

Assim, o TST também determinou que os trabalhadores que aderiram ao movimento paredista retornem aos seus postos, nesta terça-feira (22), sob pena de multa diária de R$ 100 mil às entidades representativas, em caso de descumprimento.

 

Os Correios seguem executando o plano de continuidade do negócio, com a realização de mutirões de entrega, inclusive em fins de semana e feriados, com o objetivo de reduzir os efeitos da paralisação parcial dos empregados à população.

 

Adequação à realidade — Desde o mês de julho, os Correios buscaram negociar os termos do Acordo Coletivo de Trabalho 2020/2021, em um esforço para fortalecer as finanças da empresa e preservar sua sustentabilidade.

 

Ficou claro que é imprescindível que acordos dessa natureza reflitam o contexto em que são produzidos e se ajustem à legislação vigente.

 

A empresa agora empreenderá todos os esforços para recompor os índices de eficiência dos produtos e serviços, considerados essenciais, nesse momento em que a população brasileira mais precisa.

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Aprovado plano de ação do governo estadual para a Lei Aldir Blanc

 O governo federal, por meio do Ministério do Turismo, aprovou o plano de ação do governo do Rio Grande do Sul que define as diretrizes para os investimentos previstos no Inciso I (renda emergencial) e Inciso III (editais) do artigo 2º da Lei 14.017/2020 – Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc. Com a aprovação do material encaminhado pela Secretaria da Cultura (Sedac), o Estado deverá receber R$ 69,7 milhões até 26 de setembro, com o objetivo de acelerar ao máximo possível o repasse dos recursos aos trabalhadores da cultura.



A regulamentação da aplicação e da gestão dos recursos da lei no âmbito do Rio Grande do Sul consta no Decreto 55.478, de 11 de setembro, publicado segunda-feira (14/9) no Diário Oficial do Estado (DOE).

“No Estado, as diretrizes de investimentos da Lei Aldir Blanc foram construídas com ampla participação social, envolvendo todo o Sistema Estadual de Cultura, por meio do grupo de trabalho (GT) Fomento. Formado por 27 representantes de todas as regiões do Estado, o GT é um dos braços de articulação política da 5ª Conferência Estadual de Cultura que, há cerca de um mês, vem discutindo a Lei Aldir Blanc e sua operacionalização no Estado”, ressalta a secretária de Cultura, Beatriz Araujo.

O Estado ficará responsável pelo inciso I do artigo 2º da lei, destinando R$ 30 milhões para a renda emergencial, com previsão de repasse de R$ 600 aos trabalhadores da cultura identificados no Cadastro da Lei de Emergência Cultural do RS. O cadastramento, no site da Sedac, se encerrou em 15 de setembro, com 2.819 registros. Os recursos não alcançados nesta meta serão realocados para o inciso III do Plano de Ação.

Inciso III

A Sedac destinará R$ 39,7 milhões para a execução do disposto no artigo 2º, inciso III, da Lei Aldir Blanc, que se refere à realização de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, espaços, iniciativas, cursos, produções, desenvolvimento de atividades de economia criativa e de economia solidária, produções audiovisuais e manifestações culturais, bem como à realização de atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou disponibilizadas por meio de redes sociais e outras plataformas digitais.

"Logo após o recebimento dos recursos do governo federal, lançaremos cinco editais para premiar trajetórias; desenvolver atividades formativas, de criação e de pesquisa; fomentar produções culturais e artísticas; viabilizar a aquisição de bens e materiais; e investir em ações culturais de bairros vulneráveis e periféricos”, destaca o diretor de Fomento da Sedac, Rafael Balle.

Decreto 55.478, de 11 de setembro

Regulamenta, no âmbito do Rio Grande do Sul, a aplicação e a gestão dos recursos recebidos em razão do previsto na Lei Federal 14.017, de 29 de junho de 2020, e no Decreto Federal 10.464, de 17 de agosto de 2020, os quais dispõem sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural durante o estado de calamidade pública, reconhecido pelo Decreto Legislativo do Congresso Nacional 6, de 20 de março.

Saiba mais aqui.

Lei Federal 14.017, de 29 de junho (Lei Aldir Blanc)

Prevê o repasse de R$ 3 bilhões a Estados, municípios e ao Distrito Federal para ações emergenciais na área de cultura durante o estado de calamidade, em função do novo coronavírus. A lei define medidas como o pagamento de três parcelas mensais da renda emergencial de R$ 600 a trabalhadores do setor com atividades suspensas (a cargo de Estados e do DF), subsídios à manutenção de espaços artísticos afetados (a cargo de municípios e do DF) e instrumentos, a exemplo de editais e chamadas públicas (a cargo de Estados, municípios e do DF).

Rio Grande do Sul

O Estado receberá R$ 69,7 milhões, destinados ao artigo 2º, inciso I (renda emergencial) e ao artigo 2º, inciso III (editais). Para os municípios gaúchos, a Lei Aldir Blanc prevê o repasse de R$ 85 milhões, que serão aplicados no artigo 2º, inciso II (subsídios à manutenção de espaços culturais) e no artigo 2º, inciso III (editais).

Saiba mais aqui.

Decreto Federal 10.464, de 17 de agosto

Regulamenta a Lei 14.017, de 29 de junho, que dispõe sobre as ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo 6, de 20 de março.

Umidade adequada no solo beneficia desenvolvimento do trigo

A semana anterior se caracterizou por nebulosidade e pancadas de chuva, alternando com dias ensolarados e temperaturas de amenas a elevadas durante a tarde. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar e divulgado nesta quinta-feira (17/09), essas condições do tempo beneficiaram o desenvolvimento do trigo, principalmente pela presença de adequada umidade no solo, o que permitiu a absorção dos nutrientes. A área total semeada com a cultura no Estado já apresenta 3% das lavouras em fase de maturação; 43% em enchimento de grãos; 36% em floração e 18% em germinação.



Na regional de Santa Rosa, 8% das lavouras de canola já se encontram colhidas. A produtividade média é de 1.208 quilos por hectare, e tal redução decorre das geadas de agosto que diminuíram de forma significativa a quantidade de síliquas na parte superior das plantas. Produtores seguem encaminhando comunicações de perdas para realizar perícias de Proagro.

Os danos das geadas nas regionais da Emater/RS-Ascar de Ijuí, Santa Maria, Frederico Westphalen e Soledade apresentam comportamento distintos nas lavouras de aveia branca. Na de Ijuí, há grande variabilidade de potencial produtivo: aproximadamente 20% das lavouras da região com danos acentuados não apresentam viabilidade econômica, restando aos produtores utilizar parte para fenação e demais áreas como cobertura do solo. Tem aumentado o número de produtores interessados em armazenar o produto nas propriedades para utilizar como alimento para animais e semente para a próxima safra. Já na lavoura pouco afetada pelas geadas, o desenvolvimento é excelente e elevado o potencial produtivo.

As lavouras de cevada da regional da Emater/RS-Ascar de Ijuí apresentam grande desuniformidade em função dos danos provocados pelas geadas, do nível de tecnologia adotada e também das condições físico-químicas do solo. A redução do potencial produtivo dos cultivos pode auxiliar na qualidade dos grãos, uma vez que as plantas têm menor número de espiguetas e, consequentemente, menor número de grãos, circunstância na qual toda a energia produzida pelas plantas passa a ser canalizada para a formação dos mesmos.

 

CULTURAS DE VERÃO

Seguem o preparo de áreas e o plantio de milho, feijão primeira safra e arroz. A condição de tempo instável promoveu comportamentos distintos no Estado. Em parte das regiões, houve interrupção do preparo e do plantio, enquanto em outras, a chuva foi importante para resgatar a umidade do solo e impulsionar as atividades agrícolas.

 

OLERÍCOLAS

Na regional de Pelotas, a comercialização presencial ocorre ativamente, e o e-commerce se intensifica. A alta umidade e os dias nublados e com chuvas favoreceram a ocorrência de problemas fitossanitários nas hortaliças. Porém, com o tratamento intensificado, não há registros de grandes perdas. Segue o transplante de tomate e pimentão para áreas definitivas. Alface, brócolis e couve-flor em aumento de oferta; cenoura com pouca oferta e bom desenvolvimento das áreas implantadas. Os preços que apresentaram alteração constam no quadro abaixo; os demais ficaram estáveis.

 FRUTÍCOLAS

Na de Bagé, a colheita de citros em Rosário do Sul atingiu 98% da safra de bergamota e 85% de laranja. Em Caçapava do Sul, nos cultivos de oliveiras são efetuados o tratamento de inverno e a adubação foliar. Alguns olivais já iniciaram a floração; produtores apreensivos com a possibilidade de geadas em setembro, que poderão causar grandes prejuízos à cultura. Em Quaraí são cultivados cerca de 70 hectares de uvas viníferas de diferentes variedades: Cabernet Sauvignon e Franc, Merlot, Syrah, Tannat, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Arinarnoa. Nesse ano estão sendo introduzidas Tempranillo e Marselan, com assistência da Emater/RS-Ascar municipal. Os vinhedos estão em fase de brotação e com boas perspectivas de comercialização para as vinícolas da Serra e da Campanha.

RS registra primeiros casos de recebimento de sementes não solicitadas do exterior

 Depois de registro de um caso em Santa Catarina, agora gaúchos relatam terem recebidos pacotes do exterior contendo sementes que não foram solicitadas. Pelas indicações nos envelopes, o produto vem de países asiáticos.




O relato oficial é de seis ocorrências no Estado. A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) efetuou três coletas nos municípios de Carazinho, Campinas do Sul e Rio Grande. Outras duas foram recebidas pelo Ministério da Agricultura e uma terceira será entregue em uma inspetoria da secretaria. O material será enviado para o laboratório oficial do ministério, em Goiás. Nos EUA, moradores também receberam sementes não solicitadas.

A Seadpr fez alerta sobre o assunto e avisa a população que, caso recebam pacotes de sementes não encomendados, entreguem o material à inspetoria de defesa agropecuária ou escritório de defesa agropecuária mais próximo do seu município. “O pacote não deve ser aberto ou descartado no lixo, nem o material ou as sementes devem ser cultivados ou descartados no solo sob nenhuma hipótese, a fim de evitar que estas sementes atinjam o meio ambiente e áreas agrícolas do Estado”, alerta Ricardo Felicetti, chefe da divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr.

Mais informações:

Divisão de Defesa Sanitária Vegetal: (51) 3288-6289 e 3288-6294; pelo WhatsApp (51) 98412-9961 ou e-mail defesavegetal@agricultura.rs.gov.br.

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

De Gravataí a Getúlio Vargas - Caminhada da Corrente do Bem chega na cidade às 16h de domingo (20)

Três amigos iniciaram uma nova jornada na quarta-feira (16) rumo

 à cidade de Getúlio Vargas. Sandro Laureano, Oscar Jaeger e Niltinho

 integram a Corrente do Bem.


A equipe deve chegar a Getúlio Vargas na  tarde deste domingo, dia 20 de setembro. 





       Cada um dos 370 quilômetros percorrido entre Gravataí, cidade da região metropolitana de Porto Alegre até Getúlio Vargas vai se transformar em cestas básicas. Esta é a segunda etapa do projeto iniciado  no dia 25 de maio. Na oportunidade o trio fez a caminhada de sete dias entre Gravataí e São Gabriel.

As doações podem ser feitas através dos telefones da imagem postada no folder. 


Ações de prevenção à Covid-19 serão prioridade na Expointer Digital 2020

A segurança de quem participar de maneira presencial na Expointer Digital 2020 será prioridade para os promotores da feira. A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), a Secretaria Municipal de Saúde de Esteio e outras entidades envolvidas no evento elaboraram um protocolo de restrições contra a Covid-19 para a segurança sanitária de quem frequentará a feira. Ela ocorrerá de 26 de setembro a 4 de outubro no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, em um formato híbrido, com atividades presenciais e transmissões ao vivo por quatro canais.



A primeira e mais importante medida do Protocolo de Orientação para Ingresso e Circulação a ser implantado será a testagem rápida de detecção de Covid-19 de todos que forem residir no parque durante o evento, como ginetes, cavaleiros, tratadores e cuidadores dos animais. A secretária de Saúde de Esteio, Ana Boll, estima a realização de mais de mil testes rápidos. “Os que testarem positivo serão afastados”, garante.

Segundo Ana, as pessoas que frequentarão o parque deverão seguir todos os protocolos do Ministério da Saúde, como medição de temperatura, distanciamento físico, uso de máscara de proteção facial e álcool gel. “Nos alojamentos, é importante cuidar para que não haja acúmulo de gente. E nos quatro portões de ingresso, a equipe de saúde vai testar a temperatura de quem entra, além de aplicar um questionário para saber se as pessoas estão com síndrome gripal”, explica.

O titular da Seapdr, Covatti Filho, afirma que, desde que foi confirmada a realização da Expointer Digital, a preocupação foi com a segurança dos participantes. “Avaliamos com as secretarias da Saúde do Estado e de Esteio para que os protocolos de segurança sejam rigorosos e a fiscalização nas entradas do parque seja efetiva”, disse.

Conforme o subsecretário do Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, José Arthur Martins, a maioria das atividades ocorrerá em espaços abertos. “A não ser as lives de músicos, que acontecerão em local fechado, mas com toda a segurança dos protocolos, e alguns eventos, como seminários e palestras virtuais, que serão realizados em salas ou auditórios já adaptados aos protocolos de segurança sanitária”, explicou.

De acordo com Martins, nos locais de julgamentos e provas, haverá demarcação dos espaços disponíveis para ocupação, respeitando o distanciamento de um metro e meio entre cada pessoa.

Fugitivo do Presídio de Getúlio Vargas é preso em Erechim

      Durante a manhã desta quinta-feira (17) às 09h20, uma guarnição da Brigada Militar efetuava patrulhamento de rotina no bairro Maria Clara, quando na Rua Caetano Alberto Rosset, os policiais efetuaram a abordagem de um homem em atitude suspeita. Em consulta ao sistema informatizado de dados os policiais verificaram que o abordado de 27 anos de idade havia fugido horas antes do Presídio Estadual de Getúlio Vargas. Diante dos fatos o homem foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia, onde foi ouvido e encaminhado ao Presídio Estadual de Erechim, local em que permanece a disposição da justiça.




Capa da edição desta sexta-feira, dia 18 de setembro