quinta-feira, 16 de julho de 2015

Hospinorte aprova a criação da Frente Gaúcha


O presidente da Hospinorte - Associação de Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Norte do Estado do Rio Grande do Sul -, Lucir de Conto, participou, ao meio dia desta quinta-feira, 16, de uma reunião com o presidente da AMAU, Milton  Cantele,  prefeitos, vice-prefeitos, secretários municipais de saúde e dirigentes de hospitais da região com o Deputado Altemir Tortelli, que informou a todos os objetivos da recém-criada Frente Gaúcha em Defesa da Saúde Pública, criada nesta quarta-feira, 15, na Assembleia Legislativa, integrando a Frente Parlamentar em Defesa das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos.
 
Representantes de toda a região presenta no encontro. (Foto: Divulgação)
 

O parlamentar explicou que esta Frente atuará juntamente com entidades representativas das instituições de saúde e prefeituras em busca da regularização e atualização das verbas para a área. Com a redução nos repasses, desde o início de 2015, os hospitais gaúchos demitiram mais de 5,6 mil funcionários. Além da criação da Frente, a quarta-feira foi marcada por mobilizações em prol da saúde. Uma comitiva de prefeitos da Famurs, entre eles o presidente da AMAU, Milton Cantele, esteve com o governador José Ivo Sartori propondo o aumento do saque nos depósitos judiciais com posterior destinação para a saúde.

Integram a Frente Gaúcha em Defesa da Saúde Pública a Famurs, AGM, Federação das Santas Casas e dos Hospitais Filantrópicos, Associação Gaúcha dos Hospitais Públicos Municipais, Federação dos Trabalhadores em Saúde, Uvergs, Cosems/RS e Frente Parlamentar em Defesa das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos.

De acordo com Tortelli, “não estamos simplesmente contra o governo do Estado, que está colocando a Saúde no alvo dos cortes orçamentários, mas sim a favor da sociedade gaúcha, que é a principal afetada. As prefeituras, os trabalhadores da área e a população não podem ser responsabilizados por essa conta que o governador não paga. Não vamos assistir de braços cruzados o desmonte da rede hospitalar estadual.
É fundamental que a Frente articule, de forma combinada, a formulação de propostas, negociações com o governo e mobilização. Tenho certeza que o Parlamento se colocará todo em defesa dessa causa quando milhares de pessoas marcharem junto conosco em frente ao Palácio e à Assembleia”, destacou.

Em seu pronunciamento, o presidente da Hospinorte, Lucir de Conto, afirmou que os hospitais pequenos não têm mais de onde tirar recursos para se manterem. Ele defendeu a manutenção destes pequenos hospitais da região, argumentando que o Santa Terezinha deve ficar com a alta complexidade, deixando para os pequenos a média e baixa complexidade. Se os pequenos forem fechados, segundo ele, faltarão leitos no Santa. Ao final do encontro, Lucir de Conto se manifestou tranquilo com a criação desta Frente Parlamentar em Defesa das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, destacando que uma das bandeiras deve ser a permanência dos pequenos hospitais.

A Frente deverá se reunir semanalmente, com objetivo de formular propostas para enfrentar a crise, articulando com os governos estadual e federal, uma saída para esta situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário