sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Servidora faz desabafo no plenário da Câmara de Vereadores

Contraponto é foi feito pelo mais antigo membro da casa legislativa


Vereadora Deliane Assunção Ponzi (PMDB)


         Eleita com 431 votos para seu primeiro mandato de vereadora, Deliane Assunção Ponzi (PMDB) fez um desabafo na sessão ordinária do dia 16 de fevereiro. Ela, que é servidora concursada do município utilizou pouco mais de três minutos do grande expediente para relatar aos colegas vereadores e aos presentes a situação enfrentada desde o dia 03 de outubro. O contraponto foi feito pelo vereador Elói Nardi (PP).
         No inicio do pronunciamento a vereadora da bancada da oposição historiou que no ao de 2006 foi aprovada em concurso público para o cargo de auxiliar de serviços gerais, tendo sido nomeada em janeiro de 2008 e designada pelo então prefeito para a Secretaria Municipal da Saúde. Prosseguindo revelou que cumpriu atividades administrativas na referida secretaria até abril de 2013 quando foi transferida para o Conselho Tutelar, onde permaneceu até se licenciar em junho do ano passado para concorrer a um cargo eletivo.
         O desabafo ocorreu logo após ter afirmado que ao longo dos anos cumpriu seus deveres com zelo e responsabilidade. Contou que no dia posterior a eleição foi surpreendida ao se apresentar no trabalho ter sido designada para realizar a faxina no térreo da Prefeitura. Deliane Assunção Ponzi não refutou que a função é pertinente ao concurso pela qual foi admitida no serviço público. Disse que outras três colegas, que também foram aprovadas para o mesmo cargo trabalham em função administrativa. Por fim disse estar profundamente ferida com os comentários maldosos, criticas e retaliações sofridas. Por fim afirmou acreditar que a casa legislativa preza pela democracia.
         O mais antigo integrante da casa afirmou que se a servidora esta em desacordo tem toda a liberdade de buscar os seus direitos. Com o ajuda de seus pares Elói Nardi (PP) lembrou o nome da servidora Vera, que fazia o serviço da faxina e se aposentou. E por fim, que o serviço tem que ser realizado, não se trata de perseguição, e que a eleição de um servidor dos serviços gerais ter sido eleito vereador é uma grade conquista. Em relação aos comentários ditos maldosos o vereador Nardi nada disse. Algumas pessoas presentes no plenário chegaram a protestar sem, no entanto prejudicar o andamento dos trabalhos.
         Nenhum projeto constava na ordem do dia da sessão que foi presidida pelo vereador Vilmar Soccol (PTB). Um pedido de informação sobre o contrato de arrendamento do antigo campo da aviação foi solicitado pela vereadora Deliane Assunção Ponzi. A vereadora peemedebista sugeriu que o município realize o cadastro da Escola Antônio Zambrinski junto ao Sistema de Convênio (Sicov), do Departamento de Planejamento do Estado a fim de se buscar junto recursos para a conclusão do ginásio de esportes do educandário do Bairro Consoladora. E o terceiro e último pedido foi do vereador Dinarte Farias (PP) para que a municipalidade realize uma audiência pública para a implantação de sistema digital para recepção do sinal da RBS TV na cidade e interior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário