quinta-feira, 6 de julho de 2017

Prefeitos da Amau participam de congresso da Famurs



Uma comitiva de prefeitos da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau) participa nos dias 5 e 6 de junho do 37º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, promovido pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). O evento, realizado no centro de eventos do hotel Plaza São Rafael em Porto Alegre, conta com palestras, painéis e apresentações entre ontem e hoje. Com o tema “Mais Brasil, menos Brasília”, a edição deste ano aborda a defesa por mais autonomia das cidades e de uma maior transferência de recursos da União para as prefeituras, com o intuito de tornar a gestão pública local mais eficaz. O congresso ainda marca a posse da nova diretoria da Famurs.
Na solenidade de abertura, o presidente da Famurs e prefeito de Arroio do Sal, Luciano Pinto, agradeceu a presença dos prefeitos e citou conquistas de sua gestão à frente da entidade – como os recursos da repatriação e a venda da folha. Mostrou que a crise não pode impedir o planejamento do futuro. "Mesmo em momentos de dificuldade, um gestor deve sempre olhar para frente. É preciso planejar para deixar um legado", destacou.
Ainda, foi realizada a entrega da primeira Medalha do Mérito Municipalista. A distinção foi concedida ao presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Marco Peixoto. Agradecendo a homenagem, Peixoto afirmou não existir “função mais digna, respeitada e de maior responsabilidade que a de prefeito". O 37º Congresso de Municípios segue até hoje, quando ocorre a posse da nova diretoria da Famurs e do novo presidente, o prefeito de Rio dos Índios, Salmo Dias de Oliveira. Cerca de 500 gestores públicos de todas as regiões do Estado participam do evento.
Novo presidente
O prefeito de Rio dos Índios, Salmo Dias de Oliveira ocupará a presidência da Famurs na gestão 2017/2018. Entre as bandeiras do novo presidente está a revisão das dívidas previdenciárias dos municípios. "Vamos formar um grupo de trabalho para orientar os prefeitos sobre os regimes geral e próprio de previdência social”, antecipou. O novo dirigente também promete defender o aumento da autonomia das prefeituras e a desburocratização da gestão pública. Segundo ele, a Lei das Licitações é um exemplo de legislação ultrapassada que engessa a administração das prefeituras.
A eleição de Salmo para a presidência da Famurs foi confirmada no dia 24 de maio, com os votos de 235 prefeitos gaúchos. Ele foi escolhido pelo Partido Progressista (PP), após disputa interna com os prefeitos de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin; de Pântano Grande, Cássio Nunes Soares; e de Bom Jesus, Frederico Arcari Becker. A indicação obedece a um acordo firmado entre os partidos com mais prefeitos no Estado. Estabelecido em 2005, o acerto foi renovado neste ano e determina o rodízio de legendas na direção da entidade entre 2016 e 2020. Sigla com o maior número de prefeitos eleitos no ano passado, o PP obteve o direito de escolher o presidente da Famurs em 2017. PMDB, PDT e PT completam a lista.
Agenda para a região
Liderados pelo presidente da Amau e prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, os chefes dos executivos municipais do Alto Uruguai também participam de agendas políticas na Secretaria Estadual de Transportes e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para abordar a questão da recuperação da BR-153.

“Precisamos aproveitar as oportunidades e os momentos em questão para fortalecer vínculos, estreitar parcerias e dar o encaminhamento às demandas do Alto Uruguai. A união dos prefeitos para a busca de uma solução para a BR-153 é o melhor caminho para que possamos alcançar a resolutividade nas nossas ações, que venham alavancar o desenvolvimento e melhorar a qualidade de vida da população da região”, declarou Beto Bordin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário