quinta-feira, 2 de julho de 2015

Projeto nas Ondas da Leitura continua e precisa da doação de mais livros.


Campanha é permanente para que haja a troca dos livros frequentemente

           



O Projeto nas Ondas da Leitura, de autoria do Vereador Daniel Fernandez, e desenvolvido desde o final do ano passado pela Prefeitura de Getúlio Vargas, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, está precisando da doação de livros, revistas e gibis. Entretanto, os livros doados devem ser do gênero literatura, contos, crônicas e nunca livros didáticos. Estes podem ser entregues nas escolas. Para o projeto a necessidade é de livros para leitura nas horas de lazer. Outro alerta que se faz é para que as pessoas devolvam os livros que levaram para ler, para que outras pessoas também possam retirá-los para a leitura. O projeto iniciou com mais de 600 livros e hoje não há 200 livros à disposição da comunidade.

A proposta do Projeto nas Ondas da Leitura é transformar Getúlio Vargas numa cidade de leitores. Para isso, é necessária uma grande quantidade de livros para que eles possam atender a toda a população. Atualmente são dois pontos onde os livros podem ser retirados, na Praça Flores da Cunha: no calçadão e perto dos brinquedos. Os postos de arrecadação das doações estão na Biblioteca Pública Municipal Dr. Léo Stumpf, no Centro Administrativo e na Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas. 

O Projeto Nas Ondas da Leitura tem como meta fomentar o prazer e o hábito pela leitura e a troca de livros entre a população. Além disso, serve para estimular o respeito e o cuidado do cidadão com o que é de todos. Para ter acesso aos livros, qualquer cidadão pode ir até a caixa, retirar o seu exemplar e devolvê-lo, após a leitura, no mesmo local onde retirou. Tal qual funciona nas bibliotecas, o leitor precisa devolver o livro emprestado, para que uma próxima pessoa se interesse pelo exemplar e o pegue para leitura.

Esses livros, também não podem ser retirados por instituições para fazerem parte de seus acervos, como se fossem doados. O projeto é voltado para a população getuliense, como forma de possibilitar o acesso à leitura.

 
Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário