terça-feira, 18 de agosto de 2015

Ministério Público denuncia deputado Dr. Bassegio (PDT) que deve responder por diversos crimes.

O deputado estadual Diógenes Basegio (PDT) foi denunciado pelo MP/RS no dia de ontem (17). O parlamentar deve responder pelos crimes de organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e concussão. Ele é suspeito de exigir parte do salário de servidores, contratar funcionários fantasmas e fraudar gastos com diárias e combustíveis na Assembleia.

Basegio deve responder por quatro
crimes (Foto: Stephanie Gomes/Agência ALRS)
Outras três pessoas devem responder pelos mesmos crimes: o ex-chefe de gabinete do deputado, Neuromar Luiz Gatto, que denunciou o esquema, Álvaro Luís Ambrós e Stela Maris Severgnini de Queiroz. Devem responder por peculato Janaína Ribeiro Silveira e Hedi Nelci Klein Vieira, apontadas como funcionárias fantasmas do gabinete.
O Ministério Público estima que os desvios no gabinete do deputado vão de R$ 1,4 milhão a R$ 2,4 milhões durante o mandato anterior (2011 - 2014). O valor leva em conta arrecadação mensal, durante 48 meses, de montantes que variavam entre R$ 30 mil e R$ 50 mil.Os bens de Basegio e do grupo para tentar recuperar o valor desviado podem vir a ser confiscados com o objetivo de recuperar os valors apropriados indevidamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário