terça-feira, 19 de julho de 2016

Geral Dia do Comerciante é comemorado pelo Sindilojas com certificação de formandos do Curso de Gerente de Loja

O presidente do Sindilojas do Alto Uruguai Gaúcho, Francisco José Franceschi, e sua diretoria, foram os anfitriões, na sexta-feira, 15, do Jantar-Palestra em comemoração ao Dia do Comerciante, que transcorreu no sábado, 16 de julho. O evento foi realizado no Clube do Comércio e foi marcado por três momentos: o primeiro, a homenagem do Sindilojas aos comerciantes; o segundo, a entrega de certificados aos formandos do Curso de Gerente de Loja e, o terceiro, a palestra sobre “Inovação em Gestão e Vendas”, ministrada pelo Professor Julio Abrantes, da Faculdade Senac de Porto Alegre.

Francisco e Maria Elisa Franceschi Sandra e Marco Bordini
 Julio Abrantes e Leandro Bianchi


Na abertura do evento, o presidente Francisco José Franceschi, falou da sua alegria em contar com a presença de todos em um evento que comemora o Dia do Comerciante. Segundo ele, se cada pessoa produzisse tudo de que necessita para viver, não haveria comércio, que é a troca de bens, mercadorias e serviços por dinheiro ou, em alguns casos, por outras mercadorias. “A data comemorativa é uma das mais antigas, criada no tempo do Império, para comemorar a luta diária de homens e mulheres atrás de um balcão buscando certificar o futuro de suas famílias e de gerações de comerciantes”, enalteceu. Para Franceschi, o comércio é uma atividade dinâmica e alegre e quem convive com ele ou nele, traz em sua alma esta marca registrada que é o desaber gerar, além de produtos, amizades sinceras e sabedoria. Por isso, ele destacou a importância de homenagear homens e mulheres que também sabem correr riscos, administrar pessoas, vidas humanas que dependem desta atividade para viver. “São pessoas que estão sempre atrás de novidades, gostam de inovar, de sentir o quea vida traz de novo. Não têm medo do perigo, são audaciosos e como os antigos mascates que carregavam sonhos em forma de mercadorias atrás das costas ou em suas caixas de madeira, de porta em porta, o comerciante de hoje continua a vender sonhos, não mais de porta em porta, emboraainda sobreviva esse tipo de atividade”, reforçou.
Franceschi também ressaltou que, hoje, o comércioultrapassou a barreira da porta da casa e estádentro dela, através do rádio, da televisão e da internet. “Mudaram os meios, mas não mudaram os sonhos”, sentenciou. Conforme falou, nessas mais de cinco décadas de atuação, o Sindicato do Comércio Varejista do Alto Uruguai Gaúcho reconhece o quão difícil é o dia a dia destes corajosos empreendedores que sobrevivem a todas as adversidades neste mercado tão turbulento. E mesmo num cenário como este, o Sindicato acredita que a união dos comerciantes possibilita a elaboração de projetos que viabilizam o fortalecimento da classe além de desenvolverem a competitividade e a economia de nossa cidade. “A atividade comercial passa a levar o desenvolvimento. Onde antes não tinha nada, agora existe vida. Em Erechim e toda a região, foi assim, de matas virgens a um polo regional de desenvolvimento. Vocês, comerciantes, são responsáveis por essa transformação”, finalizou.
CERTIFICAÇÃO
Antes da palestra, foi realizada a certificação dos formandos do Curso de Gerentes de Loja promovido pelo Sindilojas Alto Uruguai, com o objetivo de preparar os participantes para o exercício adequado das atribuições gerenciais, utilizando práticas eficazes de gestão. A base curricular do Curso teve como proposta melhorar os resultados financeiros, promover a autoconfiança, melhorar a satisfação, elevar o otimismo, melhorar o ambiente de trabalho, ampliar a liderança, contribuir para a realização pessoal e melhorar a qualidade de vida.
Receberam seus certificados: Rosângela Ribas França Wilhelm, que foi re-certificada porque quando recebeu o certificado não houve momento festivo. Os demais formandos foram Ivan Roberto Zanelato, Sidineia Marisa Da Costa, Jéssica Paula Lipa, Anderson Fylipe Ferreira Roque, Eliane Secco Gomes e Jacson Deoti. Na ocasião eles receberam seus certificados e mais uma apostila.
PALESTRA
A palestra, proferida pelo Administrador, Professor da Graduação e Pós-graduação nas Faculdades Senac, Mestre em Administração, Especialista em Administração e Estratégia Empresarial, com formação em Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, Júlio Abrantes, apresentou várias visões de inovação dentro do contexto atual, da realidade político-econômica e a crise ética pela qual o país está passando. Ele também fez uma comparação entre a gestão tradicional e a gestão inovadora, explorando três pilares: estratégia, processos e pessoas.
Na questão da estratégia, o foco foi no alinhamento estratégico, marketing, vendas e endomarketing. No pilar processo, o foco foi a tecnologia e, nas pessoas, a explanação se centrou nos funcionários versus talentos, capital humano, relacionamento humano e retenção de talentos. Segundo ele, mais da metade de todos os CEO´s veem o capital humano, relacionamentos com cliente e a inovação como principais fontes de valor econômico sustentável.
Conforme falou, estamos vivenciando uma sociedade ruidosa, do imediatismo, por isso, é necessário inovar. Segundo ele, a inovação pode ser na estratégia: descobrir mercados, gerar renda e entregar soluções. Na sua avaliação, a inovação também pode ser na tecnologia, através das novas formas de comunicação; e nas pessoas, através de endomarketing, afinal, questionou: “se você não se comunica com o seu funcionário, imagina com seu cliente?” De acordo o Mestre em Administração, “a informação é, sem dúvida, a maior arma de uma empresa para contribuir com a felicidade do seu público interno”. O palestrante explicou o que é foco no cliente alinhado ao conceito de inovação, o custo da inovação e perspectivas futuras e tendência de inovação. Também apresentou exemplos de cases de gestão e vendas.
Luiz Abrantes ainda destacou que mudança nos comportamentos como agente de transformação promovem novos comportamentos e atitudes, geram desempenhos superiores e proporcionam melhores resultados. Finalizando, o palestrante enalteceu que inovação também pode ser o modo de liderar, um pressuposto básico da liderança dos resultados. Segundo ele, 85% das pessoas deixam os chefes e não as empresas em que trabalham. Por isso afirmou: a melhor maneira de reter talentos é ter líderes incríveis. E concluiu dizendo: “inovação não tem mágica, é resultado de criatividade e muito esforço”.
Fonte: Boa Vista

Nenhum comentário:

Postar um comentário