quinta-feira, 9 de março de 2017

Toma posse a nova diretoria do Sindicato Rural de Getúlio Vargas

Sidnei Beledeli segue à frente da entidade que 
defende o agronegócio e os produtores da região

Sidnei Beledelli, presidente do SR-GV.

Autoridades que compuseram a mesa principal. 

Nova diretoria do Sindicato Rural. 

Schardong entregou a Sidnei Beledeli o Certificado de Posse,
assinado pelo presidente da Farsul, Carlos Rivaci Sperotto.

Prefeito de Getúlio Vargas, Maurício Soligo (PP)
falou em nome dos demais prefeitos presentes. 

Destaque no comando das ações que valorizam e defendem o agronegócio e os produtores gaúchos, o Sindicato Rural de Getúlio Vargas realizou, na última sexta-feira, 3 de março, no Parque Cinquentenário, a solenidade de posse da sua nova diretoria, que estará à frente da entidade no período 2017–2020. No comando segue Sidnei Beledeli, que foi reeleito para o cargo de presidente por mais três anos.
A posse aos eleitos foi dada pelo Diretor Administrativo da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul - Farsul -, Francisco Lineu Schardong, na presença de prefeitos da região, entre eles o prefeito de Getúlio Vargas, Mauricio Soligo; de Ipiranga do Sul, Mário Luiz Ceron; de Floriano Peixoto, Orlei Giaretta; e de Coxilha, ‎Ildo José Orth; do Vice-presidente da Farsul e presidente do Sindicato Rural de Erechim, João Picoli; do presidente da Sicredi Estação, Euzébio Rodigueiro; do Capitão da Brigada Militar de Getúlio Vargas, Ailton Cezar Trindade; do representante da Casa Rural, Antonio Cassol; do presidente da Coopergão, Glaudecir Carbonera; do Gerente Regional Adjunto da Emater/RS Ascar, Marcos Gobbo; e do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ademar José Rigon. Presentes também demais membros da diretoria, familiares, produtores rurais e imprensa.
A solenidade de posse iniciou com a apresentação de todos os componentes da diretoria, que se postaram à frente da mesa dos trabalhos, e, em seguida, o juramento dos eleitos, conduzido por Francisco Schardong, que leu o compromisso que foi repetido por todos: “Prometemos, no exercício de nossos mandatos, respeitar a Constituição da República, as leis vigentes e o Estatuto do Sindicato Rural e defender com integridade, justiça e vigor os interesses da classe que nos elegeu”.

RETROSPECTIVA DA GESTÃO
Em seu pronunciamento, o presidente Sidnei Beledeli fez um breve resumo da sua gestão, tecendo agradecimentos a todos que colaboraram com o Sindicato Rural e trabalharam para que ele cumprisse com sua missão. Ele destacou os mais de 200 cursos realizados nos três últimos anos através de parcerias, entre elas a com o Senar, e as oito edições dos Fóruns Norte Gaúcho do Trigo, Milho e Soja, nos municípios de Estação, Getúlio Vargas e Ipiranga do Sul, que reuniram, em cada edição, mais de 350 pessoas, entre produtores rurais, técnicos agrícolas, engenheiros agrônomos, professores, estudantes e interessados. Destacou que o evento surgiu de uma conversa com o seu vice-presidente, que também é presidente das ACCIAS, Luiz Carlos da Silva, e que vem dando certo. Agradeceu às entidades parceiras na realização dos fóruns, que são as prefeituras dos municípios sedes dos eventos, a ACCIAS, a Faculdade Ideau, através do Curso de Agronomia, Emater/RS Ascar, Associação dos Engenheiros Agrônomos de Getúlio Vargas e Sicredi Estação. Também agradeceu às empresas patrocinadoras do evento e a todos os produtores rurais que marcam presença em cada nova edição.
De acordo com Beledeli, os fóruns têm como objetivo levar informações estratégicas e técnicas para o setor agrícola, em âmbito local e regional. As palestras têm como foco abordar temas como a cadeia produtiva de cada cultura, fisiologia da planta, manejo integrado de pragas, controle de doenças, tendências do agronegócio, mercado, clima, novas tecnologias para altas produtividades, pastagens, silagem, comercialização, etc. Conforme falou, a intenção é aproximar todo o setor produtivo, através de palestras com profissionais de grande conhecimento técnico do agronegócio nacional. “O foco é, através do conhecimento, gerar mais produtividade e, consequentemente, mais renda para o produtor rural”, afirmou.
Sidnei falou que em breve estará sendo entregue à comunidade o Auditório do Sindicato Rural. Um local planejado para realização de palestras e eventos, especialmente para levar conhecimento ao produtor rural.
                Disse acreditar que o sucesso de sua gestão que estava terminando era resultado, especialmente, do comprometimento de todos os integrantes de sua diretoria. “Este é um trabalho feito com muita dedicação, por vários anos, sem remuneração. Já realizamos várias ações, mas ainda há muito trabalho pela frente”, destacou Beledeli.
            NF-E PARA PRODUTORES RURAIS
            Mas como o Sindicato Rural de Getúlio Vargas está sempre alerta às grandes questões que afligem a agropecuária, Sidnei afirmou que não poderia deixar passar aquele momento sem solicitar que o diretor Francisco Schardong levasse à Farsul uma reivindicação: que o prazo para o produtor rural adotar a Nota Fiscal Eletrônica, em substituição ao talão, seja ampliado. A data limite para a implantação é 31 de março de 2017. Segundo Sidnei Beledeli, a Nota Fiscal Eletrônica trata-se de um mecanismo importante para o Estado, para o próprio produtor rural e aos mais diferentes segmentos econômicos. “Mas precisamos reconhecer a dificuldade técnica, que é a falta do sinal da internet em determinadas regiões do Estado, especialmente em nossa região”, destacou o presidente.
Ao finalizar, Sidnei ressaltou que não podia esquecer também de agradecer aos colaboradores e aos produtores rurais que depositaram nele, mais um voto de confiança. “Mais uma vez, meu muito obrigado”, sentenciou.
Em sua manifestação, o Diretor Administrativo da Farsul, Francisco Lineu Schardong, falou que entende as dificuldades para acessar a internet no interior do estado. Explicou que a utilização da NF-e vai substituir as mais de 8 milhões de notas fiscais de produtor que circulam anualmente, reduzindo o custo do Estado de R$ 3,5 milhões/ano na confecção e distribuição dos modelos em papel. Além de maior agilidade e segurança, os produtores igualmente terão despesas menores, não precisando mais se deslocarem até as prefeituras para retirar e devolver talões. A substituição gradativa do talão de produtor segue um cronograma diferenciado conforme o tipo de transações. A implantação no Rio Grande do Sul começou em junho de 2013, com a obrigatoriedade da emissão para o produtor rural nas operações interestaduais com arroz em casca. O prazo final estabelece para janeiro de 2019 que todas as operações efetuadas por produtores ou microprodutores rurais estejam no meio eletrônico. Ao encerrar, destacou o trabalho realizado no Sindicato Rural de Getúlio Vargas e de toda a sua diretoria. Desejou sucesso à nova diretoria e colocou à Farsul à disposição dos produtores rurais de toda a região.
Ao fazer o uso da palavra, o prefeito de Getúlio Mauricio Soligo também elogiou o trabalho desenvolvido pelo Sindicato Rural de Getúlio Vargas, destacando, ainda, o enorme trabalho do produtor rural que é responsável por levar o alimento à grande maioria dos lares brasileiros. São homens, mulheres e jovens que, dia após dia, ano após ano, vêm cultivando suas terras, produzindo, gerando empregos e riquezas para o Brasil e mundo. Segundo Soligo, é do suor anônimo desses heróis que se extrai a energia que movimenta todos os demais segmentos da economia e que faz da agropecuária brasileira uma das mais competitivas do mundo. Parabenizou toda a nova diretoria do Sindicato Rural e desejou sucesso na nova gestão que está iniciando.
Após os pronunciamentos, foi feita a foto oficial da nova Diretoria e os presentes participaram do jantar de confraternização. Antes de encerrar, Schardong entregou a Sidnei Beledeli o Certificado de Posse, assinado pelo presidente da Farsul, Carlos Rivaci Sperotto.
O Sindicato Rural de Getúlio Vargas faz parte do Sistema Farsul, 6ª Regional e abrange os municípios de Getúlio Vargas, Estação, Erebango, Ipiranga do Sul e Floriano Peixoto.

 DIRETORIA 2017-2020
            Presidente: Sidnei Beledeli; Vice-Presidente: Luiz Carlos da Silva; 1° Secretário: Pedro Cesar Cortese; 2° Secretário: André Bernardon; 1° Tesoureiro: José Artur Bortolini; 2° Tesoureiro: Alex Scolari Rigo. Suplentes: Claudecir Carbonera, Itamar Marcon, Ricardo Elias De Martini, Alexandre Sufredini Petry, Gelson Elias Giaretta e Olimpio Antonio Otolacoski.
CONSELHO FISCAL – Leandro Munaretto Granella; Hugo Mário Boff e Marcelo José Gobbo; Suplentes: Gilson José Soligo, Délcio Luis Lazzari e Alan Negri.
Delegados Representantes: Titular: Sidnei Beledeli; Suplentes: Leandro Munaretto Granella e Luiz Carlos da Silva.

Fonte: Jornalista Maria Lúcia Carraro Smanioto (texto e fotos).


Nenhum comentário:

Postar um comentário