quinta-feira, 2 de março de 2017

Feriadão deixa sete vítimas fatais no trânsito

Mortes ocorreram em três acidentes, em vias estaduais de responsabilidade do 1º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar, que abrange cerca de 200 municípios gaúchos.

Órgãos de fiscalização registraram 15 acidentes com lesões
 corporais nas estradas de responsabilidade 
da Polícia Rodoviária Federal de Passo Fundo e 
do 1° Batalhão Rodoviário da Brigada Militar
Crédito: Gerson Lopes/ON



Nos cinco primeiros dias da operação Viagem Segura, que iniciou na sexta-feira (24) e continuou até ontem (1º), os órgãos de fiscalização registraram 15 acidentes com lesões corporais nas estradas de responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal de Passo Fundo e do 1° Batalhão Rodoviário da Brigada Militar. Destes, três acidentes resultaram na morte de sete pessoas.
Segundo o 1º Batalhão Rodoviário da Brigada Militar, responsável pelas vias estaduais em 203 municípios gaúchos, foram registrados 29 acidentes de trânsito no total, com 48 veículos envolvidos. Destes acidentes, 15 foram com apenas danos materiais, 11 com lesões corporais e três acidentes que resultaram na morte de sete vítimas. O dado surpreendeu o Batalhão, já que nos últimos carnavais somente uma vítima fatal foi registrada durante o feriado – exceto em 2014, quando duas pessoas morreram. A causa dos acidentes também foi atípica: saídas de pista que resultaram em colisão frontal com árvores ou outros objetos às margens da rodovia, possivelmente por sonolência. Quanto à fiscalização, foram 2.728 fiscalizados e 1.129 autuados por infrações de trânsito. Destas autuações, 624 foram por abordagem e 505 por excesso de velocidade captado por radares. Das 136 pessoas que passaram pelo teste de etilômetro, 13 foram multadas por ingestão de bebida alcoólica ou por recusa ao teste. Além disso, 48 motoristas foram autuados por ultrapassagem em local proibido e 100 por transitarem sem o uso do farol de rodagem diurna.
Já a Polícia Rodoviária Federal de Passo Fundo, responsável pelas vias federais (BR 285, BR 153, BR 470 e BR 480), registrou apenas um acidente com feridos até esta terça-feira, no qual quatro pessoas tiveram lesões corporais. Foram 531 veículos fiscalizados; 241 condutores multados por excesso de velocidade; e 192 testes de embriaguez feitos, resultando na autuação de nove pessoas por estarem dirigindo alcoolizadas. O total geral de multas foi de 489.
Guarda Municipal de Trânsito de Passo Fundo
O trânsito no perímetro urbano de Passo Fundo durante o feriadão foi bastante calmo, de acordo com a Guarda Municipal. Da meia-noite de sexta-feira (24) à meia-noite de terça-feira (28), somente 14 acidentes foram registrados, sem vítimas fatais. O chefe da GM, Ruberson Stieven, diz que o dado é extremamente positivo, já que foram registrados menos acidentes que a média em dias comuns. “Podemos atribuir isso ao fato de que a cidade estava vazia, já que muitas pessoas viajaram, mas atribuímos também à uma maior consciência da população”.
Balanço do Rio Grande do Sul
Dentro da operação Viagem Segura no Estado, a PRF flagrou 10.715 infrações nos primeiros quatro dias de feriado. Destas, 6.500 foram por excesso de velocidade e 232 por embriaguez. Ultrapassagem em local proibido foi a segunda infração mais cometida. Ao todo, mais de 15.950 veículos foram fiscalizados.
Movimentação
Em âmbito estadual, o movimento de ida para o litoral foi intenso desde a quinta-feira (23) até o domingo pela manhã, passando mais de 220 mil veículos na Freeway. Na região norte do RS, o maior movimento ocorreu na sexta-feira (24) e na terça-feira (28), dias em que a PRF contou com o maior reforço de efetivo. O trânsito ficou mais lento nos períodos de pico, porém não houve registro de congestionamento.
Acidentes com morte nas rodovias federais de outras regiões do RS
Dois dos acidentes com morte ocorreram nas madrugadas de sábado (uma colisão frontal em Capão do Leão, na BR 116, entre dois veículos), e de domingo (uma saída de pista em Rosário do Sul, na BR 158, onde morreu a passageira de uma caminhonete Saveiro, que não usava o cinto de segurança). Os indícios apontam que em ambos os casos a causa provável foi o sono.
Na manhã da segunda-feira, mesmo com trânsito tranquilo, um veículo emplacado em Santa Catarina saiu de pista em Terra de Areia, morrendo no local seu motorista. Além de estar sem o cinto de segurança, os indícios apontam que ele estava acima da velocidade permitida.
Na madrugada desta quarta-feira ocorreram duas mortes, um motociclista caiu na BR 116, em Canoas, e um motorista morreu após bater em um outro veículo na BR 290, em Eldorado do Sul. Há suspeita de que este motorista tenha dormido ao volante.

Fonte: O Nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário